Baseado na Investigação

Books

Segurança dos adoçantes de stevia / Glicosídeos de esteviol

Os estudos claramente corroboram a segurança dos adoçantes de stevia. Além disso, os estudos clínicos mostram que os glicosídeos de esteviol, cumprindo critérios de pureza estabelecidos pelo Comitê Conjunto de Especialistas em Aditivos Alimentares da FAO/OMS (JECFA), não têm qualquer efeito na pressão arterial nem no índice de glicose sanguínea, indicando que os adoçantes de stevia são seguros e podem ser utilizados por pessoas diabéticas.

Estudos recentes, incluindo estudos em humanos sobre segurança, metabolismo e ingestão, confirmam que os adoçantes de stevia são seguros. O JECFA efetuou uma rigorosa análise científica aos dados científicos existentes sobre os glicosídeos de esteviol e concluiu que são seguros para utilização em alimentos e bebidas. Com base na riqueza de estudos de investigação publicados, cientistas independentes dos EUA e em nível mundial, concluíram que os adoçantes de stevia são seguros para toda a população, independentemente da idade, tendo sido estabelecido um Consumo Diário Aceitável (CDA) de 4 mg/kg de massa corporal (expresso como esteviol). O consumo estimado de glicosídeos de esteviol, mesmo entre os maiores consumidores, não excede o CDA. A revista Food and Chemical Toxicology publicou, em maio de 2008, um suplemento especial sobre o tópico da segurança do adoçante da stevia.

Stevia Plant

Metabolismo

Com base em estudos conduzidos ao longo dos últimos anos, o Comitê Conjunto de Especialistas em Aditivos Alimentares da FAO/OMS (JECFA) concluiu que os adoçantes de stevia são metabolizados por uma via comum. Isso tem início no intestino onde os glicosídeos de esteviol são decompostos em esteviol. O esteviol é expelido na urina como glicuronídeo de esteviol. Os componentes metabolizados dos glicosídeos de esteviol saem naturalmente do corpo e não existe acumulação.

 

 

 

bottom

O Conselho de Controlo de Calorias, uma associação sem fins lucrativos fundada em 1966, procura ser um canal objetivo de comunicação de base científica sobre os alimentos e bebidas de baixas calorias, a fim de assegurar que a investigação e informação científica e ao nível do consumidor sejam divulgadas a todas as partes interessadas.
© Copyright Conselho de Controlo de Calorias.